Agência parceira:

O Rei, São Jorge e o Dragão (14ª Mostra de Teatro Agosto)

Grupo de Teatro Nefelibatas

Data: 30 de Agosto
Horário: 20h
Classificação: Livre
Duração: 60 min aprox.
Ingressos: R$ 10,00 (meia entrada e antecipado) R$ 20,00 (inteira)

Ficha Técnica

Espetáculo: “O Rei, São Jorge e o Dragão”
Texto Original: Ana Luiza Gentil / Dino Bernardi
Livre Adaptação e Direção: Juliano José
Elenco: Alleh Silva, Beatriz Silva, Eduarda Tencati, Eduardo Costa, Nanda Cris, Felipe Campidelli, Gabriel Taveira, Jacke Badia, Juan Sousa, Laryssa Dreher.
Músicos: Violão – Jefferson Selari, Percussão – Theodoro Henrique

Sinopse

“O Rei, São Jorge e o Dragão” inspira-se no mito do Santo Guerreiro descrito em uma lenda Catalã. O espetáculo conta a história de um rei ambicioso que, após uma terrível batalha onde é derrotado pelo seu pior inimigo e, perdido numa floresta encontra duas benzedeiras que retiram as maldades de seu coração transformadas em um novelo. Mas o rei recebe um aviso: O novelo deverá ser escondido de todos, senão a maldade recairá sobre o seu reinado. Já recuperado e renovado o rei retorna para o castelo e esconde seu novelo, acreditando que este estaria bem protegido. Contudo, o estranho novelo é encontrado pelas damas, que junto da princesa Margarita e sua madrinha, tecem um belo tapete para o palácio. Ao tecer com aquele novelo o tapete se transforma em um terrível dragão que começa a atormentar o reino. Para que seu reinado não seja inteiramente destruído, de tempos em tempos moços e moças são sorteados e ofertados para satisfazer a gula do dragão. Porém, um dia, para desespero do Rei, sua própria filha a princesa é sorteada e conduzida à morada da besta fera. Atendendo às súplicas, o cavaleiro Jorge investe contra o monstro a tempo de resgatar a jovem.

Além do mito de São Jorge, o Santo Guerreiro, o espetáculo leva a batalha do bem contra o mal para o universo infanto-juvenil de uma maneira lúdica e poética e, assim, atinge o público de todas as idades.

Histórico do Espetáculo

Esse espetáculo foi concebido no ano de 2009 pela Cia. Cornucópia de Teatro de Ribeirão Preto, com o nome “São Jorge e o Dragão”, contou com a encenação e direção de Dino Bernardi. Ficou em cartaz até o ano de 2011. Em 2010 participou do Festival Nacional de Teatro de Ponta Grossa – FENATA, no qual recebeu os seguintes prêmios: Texto Original, Figurino, Cenografia, Ator Coadjuvante, Direção e Melhor espetáculo para criança. Em 2018 o Grupo Nefelibatas decide montar uma adaptação desse texto, porém com o desafio de manter parte da concepção original feita pela Cia. Cornucópia.